hidrosupremacia – origem do ser humano e ascensão dos golfinhos

hidrosupremacia – origem do ser humano e ascensão dos golfinhos

(gauguin)-where-do-we-come-from

“Where Do We Come From? What Are We? Where Are We Going?”

Para além de ser o nome dum quadro do Paul Gauguin é também um conjunto de perguntas que a filosofia, religião, genética, antropologia, a Maya e por aí fora têm tentado responder.

Concentrando-me na primeira pergunta e apesar de não conseguir fornecer uma resposta que agrade a toda a gente (não me interpretem mal; nunca ninguém vai conseguir), posso sempre mandar mais um bitaite com algum fundamento. Assim sendo, proponho-me a responder ao primeiro repto (“Where Do We Come From?”) com a seguinte palavra:

Água.

Passo a explicar.
Ao estudar a evolução humana, colocando de lado ideias como o criacionismo, fixismo de Anaximander e a geração espontânea de Aristóteles, chegamos inevitavelmente ao Darwinismo e respectivos conceitos subjacentes, como o de ancestral comum. Ora, toda a gente já reparou que somos “parecidos” com os macaquitos. Talvez seja coincidência, talvez não. Dizem os académicos que tal semelhança é devida à partilha dum ancestral comum. Faz sentido.

Contudo; ainda assim, porque raio somos tão diferentes?

E é aqui que entra uma teoria, que a meu ver, não tem recebido crédito suficiente. Foi primeiro apresentada em 1940 e tem estado em expansão desde então, graças à sua brilhante e acérrima defensora, Elaine Morgan. Sem mais delongas, trata-se da:

Aquatic Ape Hypothesis (AAH) (cf.)

A premissa-chave desta teoria evolucionista assenta na ideia de que os proto-humanos passaram um período de tempo considerável a adaptarem-se a um meio parcialmente aquático, o que consegue justificar as nossas divergências físicas e “mentais” com os nossos “antepassados” macaquitos.

Alguns argumentos a favor:

- Comparado com o resto dos primatas, os Seres Humanos são dotados de uma forma esguia muito mais hidrodinâmica e aperfeiçoada para movimento debaixo de água.
- A menor quantidade de pêlo, desnecessária num ambiente aquático.
- Capacidade de controlar voluntariamente a respiração.
- Vestígios de pregas entre os dedos das mãos (efeito barbatana).
- Laringe descida
- Mecanismos no nariz para bloquear entrada de água.

(cf.)

E talvez o mais importante,

O nosso cérebro precisa e trabalha com nutrientes como o ácido docosahexaenóico e o iodo, os quais são absorvidos maioritariamente através da ingestão de peixinhos, lagostins, e por aí adiante. Curiosamente, estes dois meninos (DHA e Iodo, não os lagostins e peixinhos), são possivelmente os responsáveis pelo boost cerebral (cognição) que nos distingue dos demais primatas.

(cf. este, este, e mais este)

E agora a segunda parte deste post.

090914172644

Foi recentemente publicado um estudo na edição de Setembro da revista científica Trends in Cognitive Science (Volume 13, Issue 9) em que se demonstrou haver fortes razões para desconfiar que alguns animais, nomeadamente golfinhos e algumas espécies de macacos, conseguem reflectir sobre os seus estados de espírito e até regulá-los – meta-cognição consciente.

[via ScienceDaily]

Agora considerando isto e o que já foi dito anteriormente sobre o ambiente aquático ter tudo para potenciar um boost cerebral devido ao DHA, atrevem-se a somar 2 e 2?

Conclusão: Serão os golfinhos os próximos a atingir um estado de pleno self-awareness e expertise?


Artigos relacionados:

  1. dissecando a mentira e dissimulação #1
  2. dissecando a mentira e dissimulação #3


3 comentários a “hidrosupremacia – origem do ser humano e ascensão dos golfinhos”

  1. José Oliveira diz:

    Wow….

    devo desde ja dizer que este blog esta MUITO interessante….
    quanto ao post em particular, adorei o “bitaite”….=)

    esta de facto muito bem conseguida essa teoria, e realmente é muito ignorada, eu nao tinha conhecimento dela até entao…

    quanto ao somar 2 + 2, é muito relativo como sabe,…o que é uma pena….bastava aparecer ai 2 contra-argumentos fortes e já perdia muita da credibilidade que suscitou durante a leitura…mas é uma excelente teoria na minha opiniao =)

    força ;) *

  2. MAS diz:

    Olá José,

    Obrigado desde já pelas palavras simpáticas em relação ao Mente Desperta.

    Quanto ao post em si; de facto, a AAH, apesar de se revestir duma plausibilidade surpreendente (razão a qual me levou a publicar sobre ela), não conseguiu conquistar o coração daqueles que interessava: os que estão no poder. Imagino eu por ser uma teoria algo iconoclasta e que equivale a uma chapada de luva branca a um Professor Catedrático de Antropologia, mas enfim – não é novidade que a política (especialmente individual) tem o mau hábito de travar a ciência ou a verdade.

    Em relação ao somar 2+2, é apenas uma provocação, chamemos-lhe assim. A AAH foi brevemente descrita, seguidamente apresentei um artigo sobre a presença de meta-cognição nos golfinhos, e pareceu-me uma boa altura para lançar os leitores num momento reflexivo, dado que este blog tenta ser não só informativo, ou chamar-se-ia Mente Informada.

    P.S. Soube ontem que a minha prima de 12 anos anda a tomar uns suplementos vitamínicos chamado Q.I. Plus à base de O3, O6, e mais umas merdas que supostamente estimulam a memória, concentração, e por aí adiante. O engraçado decorreu quando fui ler a composição e reparei que grande percentagem de tais nutrientes provinham de óleo e sémen de peixe. Talvez outro ponto a favor da AAH, indirectamente? :b

  3. José Oliveira diz:

    viva novamente =)….pois de facto um dos podres que o mundo tem e sempre terá é o facto de a meia duzia que está no poder influenciar demasiado tudo o que nos rodeia….

    quanto ao somar 2 + 2 eu tinha percebido, e adorei a “localizaçao” da pergunta dentro do post, porque realmente é um ponto muito “peculiar”, da a entender que nao pode ser apenas coincidencia tudo isso ;)

    quanto as vitaminas, vou so fazer aqui um aparte: como é que eles extraem o semen aos peixes?? =O
    XD

    estou a brincar =)….
    honestamente adorei o post e ja falei dele a alguns amigos…que também ficaram impressionados…adorava que esta teoria fosse mais conhecida ;)

    venham mais posts destes =D

    abraço **

Deixar um comentário